Erro ao Executar SYSPREP no Windows 7 x86/64

Após consecutivos erros e pedidos de ajuda sem respostas, consegui reunir informações para a solução do problema de erro fatal no Sysprep.

  • Navegue até a pasta Sysprep, este é o caminho C:\Windows\System32\Sysprep e delete a pasta Panther.
  • Abra o registro do Windows e encontre as seguintes chaves:
    HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\Setup\Status\SysprepStatus  em CleanupState coloque 2 e em GeneralizationState coloque 7.
  • Agora encontre esta chave: HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\SoftwareProtectionPlatform em SkipRearm coloque 1.
  • Abra o prompt de comando com direitos administrativos (botão direito executar como administrador ) e digite “msdtc -uninstall” em seguida digite “msdtc -install”.

A dica abaixo é somente para 64 bits (mas tem que fazer os passos acima) copie o arquivo iesysprep.dll que esta em C:\Windows\system32 para C:\Windows\SysWOW64 e mande substituir (faça uma copia do arquivo de destino antes de substituir, para que se houver algum erro poder voltar o arquivo original).

Obs.: Caso o sistema operacional, não permita a substituição do arquivo, realize o procedimento abaixo:

clique no botão iniciar
clique todos os programas
clique em acessórios
botão direito em prompt de comando
clique em executar como administrador
o padrão é esse:  takeown /f filepath

então digite estes comandos: “takeown /f C:\Windows\SysWOW64\iesysprep.dll
sem as aspas e de enter
vai aparecer a mensagem que o comando foi concluído com sucesso
digite agora estes comandos: “icacls C:\Windows\SysWOW64\iesysprep.dll /grant nomedousuario:f”
sem as aspas e substitua o “nomedousuario” pelo nome do usuário do Windows e de enter
vai aparecer a mensagem de concluído com sucesso
agora poderá substituir esta dll.

Espero ter ajudado.

Anúncios
Categorias:Comandos, Dicas

PsTools Parte I – Conhecendo as ferramentas

imagesDesenvolvido por Mark Russinovich, o PsTools é um pacote de pequenos programas de linha de comando (MS-DOS) que auxilia na execução de várias tarefas administrativas no ambiente Windows.

Cada programa executa uma determinada tarefa, como por exemplo, “matar” um processo, acesso ao Prompt de Comando de uma máquina da rede, listar os serviços em execução na máquina, etc.

A seguir está uma breve descrição de cada um dos programas que está contido no pacote do PsTools:

PsExec – execução de processos remotamente;

PsFile – mostra os arquivos abertos remotamente;

PsGetSid – mostra o SID de um computador ou usuário;

PsInfo – mostra informações sobre um sistema;

PsKill – “mata” processos de um computador;

PsList – mostra informações sobre processos.

PsLoggedOn – mostra quem está logado localmente ou usando algum recurso compartilhado;

PsLogList – limpa logs de evento;

PsPasswd – altera senhas de usuário;

PsService – gerenciamento de serviços;

PsShutdown – desliga ou reinicia um computador;

PsSuspend – suspende processos;

PsUptime – mostra quanto tempo um computador está ligado desde o último boot.

Cada novo post será dedicado a uma ferramenta, mostrando sua funcionalidade e principais características.

Para fazer o download do PsTools, clique aqui. Depois, é só você descompactar o .zip em um diretório, e acessá-lo pelo MS-DOS.

Ferramenta Robocopy

Sempre que preciso copiar vários arquivos (ou arquivos enormes) entre partições, HD externo ou pastas compartilhadas em rede eu uso o Robocopy. Ele está disponível desde o Resource Kit do Windows NT e nativamente desde o Windows Vista / Server 2008 e posteriores.

imagePor padrão o Robocopy é uma ferramenta de sincronismo de pastas, isto é, se um determinado arquivo do ponto A (origem) já existir no ponto B (destino) ele não será copiado novamente (a menos que o arquivo do ponto A sofra alguma modificação). Portanto também é uma interessante forma de backup.

O propósito desse artigo é demonstrar o uso do robocopy em dois cenários que encontro com facilidade em ambiente corporativo:

  • Replicação de arquivos/pastas quando temos um link lento/instável entre a origem e o destino
  • Arquivar (mover) arquivos antigos de um file server para um HD USB (ou para outro local)

Mesmo se você já for usuário do Robocopy vale a pena consultar a documentação recente para conhecer as novas funcionalidades.

Para as dicas abaixo eu estou considerando alguns recursos disponíveis no Robocopy que vem no Windows 7 / Windows Server 2008 R2 (alguns parâmetros podem não funcionar em versões anteriores):

Cenário 1: Replicação de arquivos/pastas quando temos um link lento/instável entre a origem e o destino

Se você precisa replicar todo o conteúdo de uma determinada pasta compartilhada em rede (ex.: \\SERVIDOR\Conteudo\Dados) para o seu HD USB (ex.: E:\Download) através de um link lento, ou não muito confiável, minha sugestão é executar o Robocopy a partir de um arquivo .CMD, possibilitando sincronizar todo o conteúdo mesmo que durante o processo de cópia ocorra algum problema com a rede.

Crie um arquivo Download.CMD a partir do bloco de notas com o seguinte conteúdo:

:1
ROBOCOPY “\\SERVIDOR\Conteudo\Dados” “E:\Download\Dados” /MIR /MT:10 /Z /R:2 /W:2
goto 1

A única utilidade desse arquivo .CMD é executar o Robocopy em loop para recomeçar de onde parar o processo de cópia (argumento /Z) se houver problemas com a rede ou com algum dos PCs/Servidores. Se houver falha na cópia de algum arquivo duas tentativas serão realizadas (parâmetro /R:2), com um intervalo de 2 segundos entre elas (parâmetro /W:2). O parâmetro /MT:10 (novidade) permite cópia multi-thread (quem usa RichCopy adora isso) de 10 arquivos em paralelo (e não apenas um arquivo por vez).

Cuidado com o parâmetro /MIR, pois ele espelha todo o conteúdo, inclusive pastas/subpastas. Se na pasta origem, por exemplo, você tem 10 arquivos a pasta destino terá os mesmo 10 arquivos. Se você copiar algum arquivo extra no destino e rodar o comando novamente esse arquivo extra será apagado (porque não existe na origem). Se você quiser apenas uma cópia “incremental”, mantendo os atuais arquivos na pasta destino substitua o /MIR pelo /E.

Parâmetros extras:

  • /XF *.mp3 – ignora arquivos com extensão .MP3
  • /XD temp – ignora pastas com o nome “temp”
  • /COPYALL – copia todos os atributos dos arquivos como data/hora, segurança…

Dica extra: Quer controlar a data/horário de início do robocopy, além de duração máxima de sua execução (por exemplo, agendar um download/upload apenas em horário não comercial)? Use o Agendador de Tarefas do Windows (Task Scheduler).

Cenário 2: Arquivar (mover) arquivos antigos de um file server para um HD USB (ou para outro local)

Suponha que temos a necessidade de arquivar (mover) todos os arquivos com mais de 3 anos de uma pasta \\SERVIDOR\Docs para a pasta E:\Docs. A sintaxe seria:

ROBOCOPY “\\SERVIDOR\Docs” “E:\Docs” /MOVE /E /R:2 /W:2 /MINAGE:20080309 /LOG+:”E:\log.txt” /TEE

Esse comando vai mover (/MOVE) todos os arquivos, inclusive pastas e subpastas (/E), exceto os arquivos mais novos que 09/Março/2008 (o parâmetro /MINAGE:20080309 move os mais antigos, mantendo os mais novos), registrando todo o processo em um arquivo de log incremental (/LOG+:”E:\log.txt”). O parâmetro /TEE permite acompanhar no prompt de comandos o andamento do todo o processo de cópia (importante quando usamos algum parâmetro de log).

Como essa operação envolve a operação “mover” (copia para o destino e apaga na origem) eu recomendo incluir o parâmetro /L para simular o processo. Quando você estiver ciente de que a sintaxe está correta remova o parâmetro /L.

Para conhecer todos os parâmetros do Robocopy digite no prompt de comandos ROBOCOPY /? e bom divertimento!

Para conhecer outras ferramentas de linha de comando do Windows acesse a documentação gratuita http://bit.ly/wincmds

Categorias:Uncategorized

Erro ao Incluir Reserva no DHCP

Na tentativa de inclusão irá aparecer a seguinte Tela;

dhcp

“The specified address is not available” (o endereço especificado não está disponível)

Abra o Prompt de comando como “administrator” e execute o seguinte comando

Netsh Dhcp Server Dump>C:\Dump.txt

Abra o arquivo e localize o IP ou endereço MAC e remova conforme exemplo abaixo

delete reservedip 10.2.1.32 08002B30369B

Exportar e Importar Reservas de DHCP

1º Executar o dump da base do dhcp:

– netsh dhcp server 172.19.0.60(ip servidor dhcp) dump > dump.txt

2º Se quiser importar todas as configurações do DHCP executar o comando abaixo:

– netsh dhcp server import dump.txt all

3º Se quise importar somente as reservas fazer o seguinte:

– Editar o dump e manter somente o bloco das reservas
– Checar se o ip do server será o mesmo, caso não, alterar manualmente e salvar o arquivo
– Rodar o seguinte comando para importar as reservar:

–> netsh exec nome_do_arquivo.txt (dump que foi gerado e editado)

Os números de 2015

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2015 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos em Sydney, Opera House tem lugar para 2.700 pessoas. Este blog foi visto por cerca de 19.000 vezes em 2015. Se fosse um show na Opera House, levaria cerca de 7 shows lotados para que muitas pessoas pudessem vê-lo.

Clique aqui para ver o relatório completo

Categorias:Uncategorized

Abrir sessão remota via MSTSC com mais agilidade.

Quem necessita administrar ou simplesmente acessar muitos computadores remotamente via Microsoft Terminal Server Connection (MSTSC) certamente já tem uma lista enorme de IPs/nomes na dropbox do cliente MSTSC, tendo que abrir (via executar>mstsc ou menu iniciar) e procurar na lista o computador que quer acessar.


A dica é usar o parâmetro de linha de comando “/v:<computador>” do MSTSC diretamente no “Executar“. Exemplificando, seja o nome do computador remoto “pcrem“, use o comando no “Executar”:

mstsc /v:pcrem

Ou use o ip, como por exemplo:

mstsc /v:192.168.0.150

Existem, ainda, outros parâmetros que podem ser úteis (veja executando  “mstsc /?”):

MSTSC [] [/v:] [/admin] [/f[ullscreen]] [/w: /h:] [/public] | [/span] [/multimon] [/migrate] [/edit "arquivo de conexão"]

"arquivo de conexão" -- Especifica o nome de um arquivo .RDP para a conexão.
/v: -- Especifica o computador remoto ao qual você deseja se conectar.
/admin -- Conecta você à sessão para a administração de um servidor.
/f -- Inicia a Área de Trabalho Remota no modo de tela inteira.
/w: -- Especifica a largura da janela Área de Trabalho Remota.
/h: -- Especifica a altura da janela Área de Trabalho Remota.
/public -- Executa a Área de Trabalho Remota no modo público.
/span -- Corresponde a altura e largura da área de trabalho remota à área de trabalho virtual local, expandindo para vários monitores, se necessário. Para expandir entre monitores, eles devem estar organizados para formar um retângulo.
/multimon -- Configura o layout do monitor da sessão de área de trabalho remota de forma idêntica à configuração atual do lado do cliente.
/edit -- Abre o arquivo de conexão .RDP especificado para edição.
/migrate -- Migra arquivos de conexão herdados criados com o Gerenciador de Conexões de Clientes para os novos arquivos de conexão .RDP.